Curiosidades

Google promete Android com atualização mais rápida

Praticamente metade dos smartphones com sistema estão com sistema antigo.

Jornal Pequeno – O Projeto Project Treble é a resposta do Google para uma antiga queixa dos usuários do Android: a demora e a inconsistência na política de atualizações do sistema, cujas novas versões demoram para chegar às mãos dos usuários. A iniciativa faz parte da chegada do Android 8.0 Oreo, com direito a um redesenho profundo do software. Desta forma, fabricantes como Samsung, LG, Sony e Motorola terão mais facilidade na hora de homologar o Android que chega em cada modelo de celular.

O principal alvo do Treble é a fragmentação, que torna o ecossistema Android uma verdadeira salada, com diversas gerações ainda em uso no planeta. Um estudo recente mostra que 1 bilhão de aparelhos com sistema – praticamente metade deles – estão sem updates há dois anos. O Android 6 (de 2015) está em 29,3% dos aparelhos, enquanto o 7 Nougat tem 23,3%. Já o Android 8, mais recente, marca presença em apenas 0,5% de todos os smartphones.

A iniciativa do Google visa mudar a forma como o Android é escrito e desenvolvido. Até a versão 7.0 Nougat, o Android era liberado para fabricantes depois de meses de desenvolvimento. A partir daí, seguia-se um longo e complexo período de implementação de drivers por parte de fabricantes de processadores, seguido de uma fase em que os fabricantes de aparelhos começavam a moldar o Android para seus aparelhos, depois ocorriam testes e fase de otimização até que, finalmente, ao fim de meses, o Android estaria pronto para chegar aos aparelhos.

O Treble deve encurtar esse período de desenvolvimento ao alterar de forma radical a arquitetura interna do Android. A partir da versão 8.0, o sistema operacional terá um desenho mais modular, com componentes centrais que serão basicamente universais e não farão parte do escopo das alterações que um fabricante precisará realizar para atender as suas necessidades.

Isso significa que o Android 8.0 Oreo chega pronto às mãos da Samsung, que terá apenas a incumbência de realizar modificações mais leves e diretas no código e nas funcionalidades do sistema. O componente mais básico do sistema permanecerá intocado porque não será mais necessário realizar alterações nessa estrutura.

Existem muitas dúvidas

Não é a primeira vez que o Google promete resolver o problema da fragmentação e o ceticismo em torno do Projeto Treble gira em torno da ideia de que, eventualmente, um fabricante pode simplesmente ignorar a nova estrutura do Android para simplesmente gastar todo o tempo que julgar necessário modificando-a de acordo com as suas necessidades.

O Android é um sistema operacional livre, o que significa que porções do seu código podem ser modificadas à vontade pelos fabricantes.

Em todo caso, a chegada do Android 9.0 em 2018 mostrará se a ideia vai pegar: o novo sistema se beneficiará da implementação do Treble nos aparelhos vendidos com o Android 8.0. A promessa é de um cciclo de atualizações mais ágil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s