Santa Luzia

Moradores da zona rural de Santa Luzia se revoltam com o descaso por parte da gestão municipal

A população encontra-se indignada com a atual situação das pontes que ligam o Povoado Campo Grande à sede do Município de Santa Luzia/MA.

É triste a situação em que se encontra a população dessa região e povoados vizinhos, por conta de várias dificuldades encontradas na locomoção causadas pela falta de infraestrutura que atrapalha e gera transtorno para quem precisa transitar pela região, principalmente para as pessoas que precisam trabalhar, ir à escola ou até mesmo fazer suas compras.

O sofrimento dos moradores torna-se ainda maior por sentirem-se abandonados pela atuação gestão que nada tem feito para que os problemas da estrada e das pontes sejam resolvidos e assim os veículos possam transitar normalmente.

Inconformados com a situação que já se estende até esse mês de dezembro, a população decidiu tomar as devidas providências, e em forma de revolta e protesto interditaram um dos principais acessos à sede do município, como uma tentativa de que seus pedidos sejam atendidos pela gestão atual e assim as obras possam ser feitas.

O problema com as pontes e a estrada não é de agora, desde a gestão do ex-prefeito Márcio Leandro Antezana Rodrigues no ano de 2010 a população vem sofrendo com essa situação. No mesmo ano foram destinados R$ 720 mil oriundos de um convênio para recuperação de estradas vicinais em um acordo entre a prefeitura de Santa Luzia e o Departamento Estadual de Infraestrutura (Deint), no entanto ninguém sabe para onde foi esse dinheiro ou em que ele foi usado.

No ano de 2015, na gestão do ex-prefeito Veronildo Tavares dos Santos a Justiça do Maranhão condenou o município de Santa Luzia a recuperar a obra pública das pontes existentes nas estradas que ligam os povoados de São Domingos e Campo grande a zona urbana. A Ação Civil Pública (ACP) proposta pelo ministério público do Maranhão (MP-MA) denunciou as condições estruturais nas pontes que ligam os dois povoados a zona urbana, destacando sérios riscos de isolamento. Porém, o município recorreu da sentença, alegando que houve ofensa ao princípio da separação dos poderes, e pedindo redução da multa. Afirmou ainda, que já havia firmado convênio com a Secretaria de Infraestrutura para a recuperação de 42 km de estradas vicinais.

Atualmente, na gestão da Prefeita Francilene Paixão de Queiroz, os problemas nessa região tem se agravado ainda mais, já que a mesma não tem acatado aos pedidos da população e o acesso à sede de Santa Luzia continua sendo quase que impossível, não suportando mais a situação, os moradores resolveram mostrar seu descontentamento com a forma que estão sendo tratados desde as gestões anteriores, na esperança de que assim possam ser atendidos.

Moto quebra nos buracos da estrada e motociclistas precisam empurra-la por quilômetros. – Reprodução: Jornal Tribuna Maranhense.

Crianças se arriscando em travessia perigosa para poder ir a escola. – Reprodução: Jornal Tribuna Maranhense.

 

Mãe arriscando sua vida e de seu bebê recém-nascido, enquanto seu marido também se arrisca atravessando a moto por uma das pontes em situação precária. – Reprodução: Jornal Tribuna Maranhense.
Crateras na beira da estrada. – Reprodução: Jornal Tribuna Maranhense.
Homem empurrando moto e se arriscando em um desvio improvisado. – Reprodução: Jornal Tribuna Maranhense.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s